Algumas dicas para poupar energia.

 

House-in-Hand-small

 

 

Cada um dos nossos gestos diários requer a produção de energia, o que custa dinheiro. Entre água, eletricidade e gás, os gastos com a energia em casa podem acumular rapidamente, no entanto, existem inúmeros pequenos truques que, postos em prática, vão ajudá-lo a poupar energia e, consequentemente, dinheiro.

 

  1. No Verão, troque o ar condicionado por uma ventoinha de teto, de janela ou de pé e poupe cerca de 10% na fatura da eletricidade.
  2. No Inverno, ligue a ventoinha de teto ao contrário, ou seja, na direção contrária aos ponteiros do relógio e conseguirá baixar e fazer circular o ar quente que se acumula no teto, aquecendo assim a casa.
  3. Um recuperador de calor é três vezes mais eficiente do que uma lareira aberta.
  4. Crie o hábito de desligar a luz sempre que sai de uma divisão para a qual não vai voltar tão cedo.
  5. Troque as lâmpadas tradicionais por lâmpadas de baixo consumo e/ou lâmpadas fluorescentes – estas últimas duram aproximadamente 2 anos e consomem cerca de 35% menos energia.
  6. Baixe a temperatura da caldeira/esquentador.
  7. Desligue a caldeira/esquentador sempre que sai de casa e/ou durante a noite.
  8. Baixe a temperatura do aquecimento central/ar condicionado.
  9. Desligue todos os botões de standby dos eletrodomésticos – mesmo não estando a ser utilizados, se a luz de standby estiver acesa continuam a consumir energia e a aumentar a fatura da eletricidade.
  10. Na aquisição de qualquer eletrodoméstico, escolha sempre os modelos com a maior eficiência energética – o investimento inicial pode ser maior, mas as poupanças futuras serão de longo prazo.
  11. Depois de carregar o telemóvel, MP3 ou máquina fotográfica, não deixe os carregadores nas tomadas, isto porque continuarão a gastar energia.
  12. Certifique-se que todas as janelas e portas de casa estão bem isoladas – cerca de 30% do calor/frio entra em casa pelas janelas, ou seja, também pode sair, o que significa que gastará mais energia a aquecer ou a refrescar a casa.
  13. Tape as janelas ou portas com frestas muito largas com almofadas compridas e estreitas, específicas para o efeito.
  14. No Verão, mantenha as cortinas e estores corridos para não deixar entrar o calor e no Inverno faça o contrário, para que o sol aqueça a casa.
  15. Feche a torneira da água enquanto lava os dentes, as mãos, faz a barba ou trata da loiça do pequeno-almoço. Por exemplo, uma torneira tradicional deita cerca de 9 litros de água por minuto: se perder 1 minuto a lavar os dentes, 3 vezes por dia com a água sempre a correr, gasta 27 litros de água – num mês são mais de 800 litros de água. Não há forma mais simples de começar já a poupar água, energia e dinheiro.
  16. Troque os banhos de imersão por duches.
  17. Torne o autoclismo mais eficiente em termos energéticos ao descarregar menos vezes, colocando uma garrafa de água cheia no depósito ou através da instalação de autoclismos duplos ou equipados com um botão de controlo.
  18. Certifique-se que não tem nenhuma torneira a pingar, gastando água desnecessariamente.
  19. Instale redutores de fluxo de água em todas as torneiras de casa e até nos chuveiros e continue a diminuir na fatura da água.
  20. Sempre que puder, lave a roupa e a loiça com água fria; utilize ainda água fria nas limpezas domésticas.
  21. Ponha as máquinas de lavar roupa e de lavar loiça a funcionar apenas quando estiverem cheias.
  22. Em alternativa, não encha em demasiado a máquina de secar roupa – caso contrário a roupa demorará muito mais tempo a ficar seca.
  23. Programe a máquina de lavar loiça para terminar antes do programa de secagem e deixe a loiça secar ao ar livre.
  24. Em vez de utilizar uma máquina de secar roupa, seque-a ao ar livre.
  25. Adira à tarifa bi-horária, programe as máquinas para trabalharem exclusivamente de noite e veja a sua conta de eletricidade a diminuir.
  26. O frigorífico é um dos eletrodomésticos que mais energia gasta numa casa, por isso, evite abrir e fechar a sua porta muitas vezes seguidas, optando antes por retirar ou guardar tudo o que precisa de uma só vez.
  27. Evite a acumulação de gelo no congelador ou arcas frigoríficas, para manter uma eficiência energética eficiente.
  28. Não deixe o ferro de engomar ligado se deixar de passar a ferro durante alguns minutos – um ferro de engomar gasta tanto como 10 lâmpadas de 100 watts, por isso, não desperdice essa energia e esse dinheiro!
  29. Quando passar a ferro, passe a maior quantidade de roupa possível, aproveitando o facto da tábua e do ferro já se encontrarem quentes, e evitando o consumo excessivo de energia que ligar e desligar um ferro inúmeras vezes requer.
  30. Antes de começar a passar a ferro, separe a roupa que requer temperaturas altas daquela que necessita de ser engomada a temperaturas baixas; depois comece por passar as peças que exigem uma temperatura mais baixa e vá aumentando a temperatura, evitando o aquecimento e arrefecimento constante do ferro, poupando assim energia.
  31. Quando estiver a assar ou a cozer algo no forno, evite abrir a porta do mesmo muitas vezes, caso contrário perde cerca de 25% de calor, para além de gastar mais energia para voltar a aquecer o forno.
  32. Deve adequar o tamanho da panela à boca do fogão onde vai cozinhar para evitar o desperdício de energia; no entanto saiba que as bocas mais pequenas gastam 10% menos energia.
  33. Cozinhe sempre com os testos a cobrir as panelas para poupar 75% em termos energéticos. Para além disso, as panelas de pressão gastam menos energia do que as panelas tradicionais.
  34. Evite encher as panelas com demasiada água na hora de cozinhar, porque irá apenas prolongar o tempo de fervura e gastar energia desnecessariamente.
  35. Desligue as bocas do fogão ou o forno alguns minutos antes do tempo previsto. O calor acumulado acabará de cozinhar os alimentos na perfeição, enquanto poupa energia.
  36. Não coloque alimentos ainda quentes ou mornos no frigorífico – caso contrário o frigorífico terá de consumir mais energia para os arrefecer eficazmente.
  37. O termóstato do frigorífico nunca deve estar abaixo dos 3ºC, uma vez que temperaturas muito baixas contribuem para uma produção de energia excessiva e desnecessária.
  38. Se possível, opte por janelas com vidros duplos e uma caixilharia em madeira. Se preferir uma caixilharia em alumínio tradicional, dê preferência aos modelos de corte térmico.
  39. Sempre que praticável, uma casa deve ter paredes duplas com isolamento térmico entre as duas.
  40. A instalação de um painel solar doméstico é ótimo para aproveitar a energia solar, aquecendo a casa e a água.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *